Jango e o Comício na Central do Brasil

Ele estava na China quando soube que seria presidente. João Goulart, mais conhecido como Jango, viajava pelos países comunistas a fim de negociar acordos estratégicos para o Brasil. Conhecido pelas suas ideias esquerdistas, Jango encontrava resistência da elite brasileira, que temia que o “perigo vermelho” , uma realidade em Cuba, se espalhasse pelo Brasil. O ano era 1961. Três anos depois, ele seria deposto pelos militares.

No Comício na Central do Brasil, no dia 13 de março de 1964, Jango pôde expressar suas ideias. Na ocasião, propôs suas reformas de base. Para o historiador da Universidade Federal Fluminense (UFF) Jorge Ferreira, o Comício da Central foi o estopim para a derrocada do então presidente. Alianças com as esquerdas e com o movimento sindical formariam um governo totalmente voltado para o que até então era considerado um grande problema para os países capitalistas. 

O clima durante o comício era de tensão. Sem o apoio do então governador do estado da Guanabara, Carlos Lacerda, coube ao Exército fazer a segurança de toda a área.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Confira o discurso na Central do Brasil:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: